terça-feira, 21 de abril de 2015

De camarote

O torcedor do Leão vai assistir às finais de camarote, sem nenhuma hipocrisia, pois o maior protagonista do catarinense gostaria de estar nas finais, mas o passo atrás que foi dado neste momento vai servir para avançar mais à frente nas próximas competições. Muito trabalho no sul da ilha até a estreia do brasileiro e decisão na Copa do Brasil.

Na cidade de Joinville, onde estive no último final de semana, a confiança é total para a final do catarinense, apesar de contrariado o apoio é incondicional para o JEC voltar a ganhar o estadual, coisa que não acontece desde 2001.

Quem acompanha de perto o Azurra, estes momentos de espera são angustiantes, pois não é fácil ver tanto futebol na televisão sem o manto azul atuar. Paciência é palavra da hora, apoiar o Avaí associando-se para uma reestruturação do clube é o que a torcida pode fazer para demonstrar todo amor ao Leão.
Lembrando que a sequência do Avaí no início do brasileirão é: Santos, Internacional e Flamengo, bom termômetro para identificar em que situação está o Avaí para início do campeonato.

domingo, 19 de abril de 2015

Dezenove e trinta nãooooooo!

Depois de um marasmo sem igual, alguns passos são dados pelo Leão, no ritmo do Avaí é claro, mas vou confessar que os jogadores Nino Paraíba e Everton Silva têm características que podem contribuir para o time lento atual. Já Emerson parecia um sonho muito distante, por tudo que já fez e pelo pessoa que é pode contribuir bastante, mas teremos que ter calma com o zagueiro goleador, pois não joga há bastante tempo.

Um meia rápido com chegada no ataque já daria uma cara nova no elenco azurra, aliado a um atacante pelas beiradas. André Lima vem evoluindo, no entanto não parece confiável para toda temporada. O importante na série A é  ser constante e para que isso aconteça o elenco tem que ser homogêneo, porém com um nível bem melhor que o atual.

Depois de muita choradeira o clássico ficou para o dia seis de maio, com o vice campeonato e o time cansado, o tiro vai sair pela culatra para cambada do continente. Nosso time mais arrumado as chances de passar para terceira fase aumenta, principalmente porque a partida decisiva será Estreito. 

Alô diretoria! Solicitem alteração do horário da partida por favor, 19:30 Nãoooooooooo, todos saem perdendo. Os usuários da via de acesso com o trânsito caótico costumeiro, a torcida azurra sempre sofrida para chegar na Ressacada e os cofres do clube que com certeza não terão o público merecedor para o evento. Mexam-se!

quarta-feira, 15 de abril de 2015

Mais uma na série do Sr. Kleina

Vamos deixar as dificuldades um pouco de lado e comemorar mais uma vitória na série do Sr. Kleina. Não gosto muito de me empolgar em vitórias contra times fracos e também em início de trabalho de treinador, pois os jogadores correm um cadinho a mais para mostrar serviço ao novo comandante, no entanto me agrada ver o grupo com as limitações do leão, compensando a deficiência técnica com muita luta e garra. O time anda mais arisco, marcando um pouco mais a frente. Nada que possa mascarar os problemas em todos setores, que na minha opinião ainda temos.

Depois de um longo tempo, Adriano saiu no BID, um risco a menos para as próximas competições, em se tratando do Avaí. Cito este jogador, porque se levarmos em conta a velocidade desta contratação, estaremos inscrevendo gente até dezembro. Ah, parece que não pode mais inscrever neste mês, alguém avisa os caras. " Acorda diretoria, as contratações já passaram do tempo, eram pra ontem ". 

Conversando com alguns apaixonados azurras, cheguei a comentar que desta vez levaríamos uma vantagem se o clássico acontecesse na semana que vem, pois já tivemos que jogar quarta, sexta e domingo, devido a calendário apertado, mas neste quesito não damos uma dentro, eis que o jogo será transferido, beneficiando mais uma vez os do Estreito. " Só uma vez pra nós, oh ".

Parabéns aos 300 do anjo loiro, que possa dar muitas alegrias ao torcedor avaiano. Valeu galego.







segunda-feira, 13 de abril de 2015

O ANO VAI COMEÇAR, SERÁ?

Parece que o ano está pra começar na Ressacada, embora um pouco tardio, já que o vexame  do catarinense é para ser esquecido. Quando se trata do Leão podemos esperar tudo, mas não gostaríamos de mais uma surpresa desagradável no jogo de amanhã contra o time de " VÁRZEA " Grande. Nosso time não inspira confiança alguma, resta: torcer, torcer, torcer e torcer.

Alguns bons ingredientes para esta peleja, como o jogo de número 300 do galego, para quem assistiu o filme, o final apesar de honroso não foi dos melhores para o ator principal. Então Marquinhos! Faça essa rapaziada ralar o bumbum no chão para o tiro não sair pela culatra. Que venha " os do Estreito ".

Outros assuntos interessantes, são os nomes que começam pipocar na Ressacada. Seria pedir muito para essa diretoria aproveitar o ambiente, anunciando a  contratação do nome que inspira confiança e trás grandes lembranças para a sofrida e carente torcida avaiana?  Falo do zagueiro Emerson, que apesar de não jogar há muito (se estivesse jogando não viria, é óbvio), traria esperança e motivação para a massa. Mas não podemos sonhar muito, pois Neto Baiano, Borges e tantos nomes já ventilados no sul do ilha sempre esbarram nos detalhes financeiros. Apenas detalhes.

Esperava uma enxurrada de nomes logo após o apito final em Ibirama, cheguei a ficar ligado no "raidinho",  mas para que a pressa? O Avaí não toma gols há 4 jogos e não perde já faz 5 partidas. Pior que escutar isso, é ser surdo.

Vamos dar o ponta pé inicial para um grande ano, será?

sexta-feira, 27 de março de 2015

A torcida que faz o time jogar

Amanhã é mais um jogo decisivo, aliás, é o jogo mais importante do ano para o Avaí. Estamos numa situação muito delicada, com um time de qualidade baixa e ameaçadíssimo pelo rebaixamento. É a hora do torcedor novamente abraçar o time, empurrar os atletas para a vitória.

Serão 90 minutos e mais uns 5 de acréscimo que o torcedor precisa pegar junto, esquecer toda essa diretoria incompetente e a baixa qualidade do elenco. Precisamos mais do que nunca da vitória, incentivar o time do começo ao fim.

Já fizemos isso em várias situações, em momentos bons e delicados, mas nunca abandonamos o Avaí. Será mais uma prova de que a torcida pode sim empurrar o time e que a nossa torcida é diferenciada. Com promoções de ingressos, espero um bom número de torcedores na Ressacada.

Amanhã será um dos jogos mais importantes da história do clube, um rebaixamento para a segunda divisão do estadual, mexeria muito com tudo dentro do clube. Ofuscaria e muito o brilho de jogar a Série A no ano de 2015. Então vamos a Ressacada, apoiar incondicionalmente e sair com a vitória que é de suma importância. E Vai Pra Cima Deles Leão!!!


domingo, 22 de março de 2015

Um clube jogado as traças

Um clube completamente sem comando, com um presidente que não entende nada de futebol, que não tem pulso firme e pior, que delegou poderes ao despreparado Batistotti. Não poderíamos ter um caminho diferente, uma administração falida, cheia de cabides de emprego, e gente mamando nas tetas do clube.

O reflexo desse desleixo esta refletindo-se em campo, com chances claras e eminentes de rebaixamento, o Avaí Futebol Clube vai sangrando e passando vergonha em um campeonato semi-amador como o Catarinense.

Reclamamos, xingamos os jogadores porque eles estão expostos e são os que mais aparece, mas eles são apenas a pontinha do iceberg. Com uma incompetência sem tamanho para contratações e renovações, a começar pelo comandante, um treinador ultrapassado e mantido por 11 jogos, onde obteve apenas 2 vitórias, fruto de uma administração que vem envergonhando todos os avaianos.

Agarram-se no acesso do ano passado, onde eles mesmo já davam como certo a permanência na série b, Como podemos confiar em uma administração que mantem um advogado contratado pelo clube, que perde o prazo para recorrer de punição de atletas? Sandro Barreto perdeu o prazo, e não foi eu quem falei, foi o presidente do TJD/SC, senhor Robson Vieira.

Chega desse presidente, chega dessa diretoria, não aguentamos mais passar vergonha nas mãos deles. Quando olho para trás e lembro todo a agonia do acesso, todo o sacrifício, sendo jogado fora em 3 meses por falta de uma administração competente, é frustrante. Não tem mais condições do sr: Nilton Macedo continuar a frente do clube, se o senhor tem um pouco de discernimento, presidente, renuncie!



domingo, 15 de março de 2015

Esta tudo errado

Confesso que ando meu de saco cheio de escrever sobre o Avaí, toda essa situação vexatória e ridícula, foi alertado por todos nós torcedores no início da temporada. O primeiro grande erro foi a manutenção do treinador Geninha, ultrapassado e com um linguajar que engana todo mundo, ele não só ficou no clube como recebeu a chave do mesmo, ditando as regras e dizendo quem deveria ou não ser contratado.

Voltar das férias mais tarde que os outros profissionais soou como gozação, como alguém pode exigir de seu grupo de trabalho, se o mesmo pediu e ganhou, mais dias de férias. O presidente Nilton Macedo delegou poderes ao vice Batistotti, que além de não entender nada de futebol, tem voz ativa, e de quebra, deu a chave do clube ao Geninho, poderes que  não  deveriam lhe caber.

Contratações equivocadas, de refugos de outros clube, aliado a suspensão de Marquinhos e Eduardo Costa, deixaram o time extremamente fraco e desqualificado. De todos que vieram, apenas André Lima tem qualidades, embora esteja muito abaixo do que esperamos deles. Foram contratados 14 jogadores, mesmo assim os melhores continuam sendo os remanescentes do ano passado.

Erro bisonho, que até hoje desconfio ser erro mesmo ou proposital, em colocar jogador em campo sem contrato, nos custaram a classificação ao hexagonal final. Embora capengando, sem essa atrocidade cometida pelo clube (isso credito a todos os setores do clube), ainda assim teríamos grandes chances de classificação. Clube a quase um ano sem patrocinador master e todos nós avisando, e mesmo assim os incompetentes acharam que por causa do acesso e da camisa, o Avai disputaria o título.

Sem falar no advogado Sandro Barreto, que perdeu o prazo para recorrer da pena do atleta Marquinhos, o que lhe custou cumprir os 10 jogos de suspensão impostas pelo TJD/SC. Não lembro de nenhum jogador até hoje ter que cumprir toda a pena, Marquinhos  cumpriu por incompetência do advogado do clube Sandro Barreto.

Eltinho voltou ao clube ano passado para retirar uma ação judicial contra o clube, contrato de 1 ano. Pois bem, até ai tudo bem, mas por ser casado com a sobrinha do presidente, teve seu contrato renovado por 2 anos ganhando quase o teto estipulado pelo clube. O que Eltinho fez ano passado para ser renovado por esse tempo, e principalmente por este valor? E se cairmos para a série b, como manter em dia esse salário de um atleta, que nem titular absoluto foi na Série B do ano passado.

O Avaí continua a ser um baita cabide de empregos, onde pessoas mamam nas tetas do clube por serem amiguinhos desse ou daquele. O presidente não sabe nada, por mais que seja um cara inteligente, colocam o microfone em sua boca, só sai besteira. A bola pune, ano passado ganhamos de bandeja o acesso, na reunião no início do ano, o presidente nos garantiu que faria uma limpeza no administrativo. Que aqueles pesos mortos seriam demitidos quando houvesse dinheiro, tudo balela para enganar trouxa.

O Avaí é uma instituição viciada, cheio de aproveitadores que só oneram a folha de pagamento do clube. Uma limpeza já se faz necessária, mas que atinja o alto escalão do clube. Francisco Batistotti deveria ser o primeiro a ser afastado do clube, assim como assessores, assessor de imprensa e por ai vai. Colaboradores desqualificados que já passaram por todas as áreas do clube, e não servem para nada. Tudo isso foi falado por nós, mas somos taxados como do quanto pior melhor. Essa era uma situação prevista, pelo menos para aqueles que não são cegos!